Soltaram a mineira na Bienal!

lu fernandes bienal do livro

Como uma decisão de total última hora, eu fui para a Bienal do Livro em São Paulo semana passada! Fui convidada pelo pessoal do Grupo Autêntica para conhecer a feira – e eu não poderia estar nada menos do que entremente grata pela oportunidade, de verdade! – na sexta e sábado passado, e eu vou falar pra vocês um pouco da minha experiência na feira.

Foi a primeira vez que eu fui em uma Bienal, então o mínimo que eu imaginei foi que o local do evento é grande e eu fui o mais confortável o possível, porque no mínimo eu andaria bastante e também ficaria muito tempo de pé, e não queremos bolhas nos pés, certo? Além disso eu também vi vídeos de alguns canais literários nacionais em dicas de como sobreviver uma Bienal, de forma que eu também fui com uma mochila – quando eu normalmente ando de bolsa – e sempre deixei uma garrafa de água perto de mim, mas uma coisa que não foi mencionado por muitos que eu diria que vale a pena ressaltar é que a comida é um absurdo de caro, então se você não quer ficar gastando o seu dinheirinho suado para os livros com comida, leve coisas fáceis de comer e que não dependam de uma geladeira – tipo biscoitinhos, salgadinhos, coisas que sejam leves e ao mesmo tempo não fiquem “ruins com o calor”. E não espere que vai ter 3G funcionando o tempo todo lá dentro, muito menos o sinal do celular!

Minhas aventuras na Bienal na verdade começaram na quinta-feira, que foi quando eu peguei o avião para ir pra São Paulo. Arrumei a minha mala de manhã, resolvi tudo que eu tinha que resolver de trabalho e programei umas resenhas para o blog na parte da tarde antes de sair pra ir para o aeroporto no meio da tarde. Acabei chegando uma hora e meia mais cedo do que o esperado, mas aproveitei para fazer um lanche e colocar um pouco de leitura em dia, já que eu estava enrolada com Maze Runner já tinha alguns dias.

photo 3

Cheguei no aeroporto de Congonhas no começo da noite, onde encontrei com o meu pai, fomos deixar a minha mala no hotel e fomos comer em uma padaria perto de lá que AI MEU DEUS, ERA TÃO BOM! D: Tinha muitas opções, o lugar é enorme e tinha muitas opções, sem contar com uma quantidade insana de comida em cada prato que você sai de lá quase rolando – e pior que só de falar de comida, eu já estou ficando com fome *esfomeada* – e o sorvete de frutas vermelhas deles… nhamnham! Depois de toda essa gula alimentícia nós voltamos pro hotel e fomos dormir, já que no dia seguinte íamos pra Bienal bem cedinho.

Acordamos às sete e meia, nos arrumamos, tomamos café e fomos direto para a Bienal. Parte do caminho fomos de metrô e depois pegamos um taxi na Estação Tietê e fomos até o Anhembi de taxi, pra evitar a fila do ônibus gratuito. Logo quando entramos na feira fomos direto para o stand do Grupo Autêntica para conversarmos com o pessoal lá, sem contar que muitos ainda não me conheciam a não ser por troca de e-mails aqui e ali. Depois demos uma passeada na feira, testamos alguns e-readers – mais específicamente o Kindle Paperwhite e o Lev da Saraiva – e quando meu pai foi começar as reuniões dele dentro da feira, eu fui passear nos stands que eu queria ir e comprei os livros que estavam na minha lista – ok, quase todos. Esqueci alguns pra trás mas faz parte!

photo 3-1

Passei nos stands da LeYa, Intrínseca, Novo Conceito, Grupo Editorial Record, Rocco e da Paralela. De forma geral os stands que eu passei estavam bastante organizados, tinha como ter um fluxo de pessoas sem ter bloqueios, os livros estavam bem expostos, mas as promoções não necessariamente estavam tentadoras. Se você for na feira com a intenção de comprar livros absurdamente baratos, o ideal é você ir nos stands das distribuidoras, porque nos stands das editoras o máximo que você conseguia de desconto era 40%. Mas como eu fui em busca de lançamentos e não exatamente por causa dos descontos, isso pra mim não foi um problema.

photo 1-1

Na parte da tarde o stand do Grupo Autêntica fava bem cheio, então eu me senti na necessidade de ajudar o pessoal lá – sim, eu vendi livros para as pessoas! E devo dizer que no mínimo foi uma experiência suuuper legal e que eu terei o maior prazer de repetir se me convidarem para tal. Conversar com pessoas que tem os mesmos interesses que você é sempre uma coisa bacana, mas conhecer autores, editores, designers de capas e tal é também super legal, e eu conversei com pessoas incríveis lá – Felipe Castilho, Jim Anotsu, Bárbara Morais, Dayse Dantas, Augusto Assis… Vocês sabem quem são, seus lindos! – E quando deu nove da noite, meu pai quase que me arrastou do stand porque eu estava com altos papos com a galera lá. XD

photo-1

Agora, quando se tratou do sábado, a treta ficou séria! XD Chegamos na feira as 10hrs e tava lo-ta-do! Tava difícil de andar, mas conseguimos costurar até o stand e damos de cara com mais de duzentas pessoas já na fila para pegar senha para a sessão de autógrafos da Paula Pimenta – sendo que só iríamos distribuir as senhas as 14hrs! – sem contar a fila para o caixa e a fila das pessoas que iriam para a sessão da Barbara Morais e da Dayse Dantas.

Então fiquei por conta de ajudar o pessoal a organizar essas filas, levando o pessoal de 15 em 15 para a área onde entregaríamos as senhas para a Paula Pimenta, depois fiquei ajudando as filas dos caixas – já que aparentemente todas as máquinas de cartão na Bienal decidiram dar problemas na rede, o que atrasou o processo de pagamento para todo mundo. Tentei fugir algumas vezes para comprar água e comida, mas fiquei por conta de castanhas o dia inteiro, já que era o único stand de comida na feira que não tinha duas horas de fila. E não era apenas o Grupo Autêntica que estava lotado, como todos os outros stands! Conversei com algumas pessoas que estavam nas filas que tentaram frustradamente conseguir senhas para as sessões da Cassandra Clare, Kiera Cass, John Green… Simplesmente foi uma loucura geral!

No final da tarde começou a sessão da Paula Pimenta, e eu fiquei responsável por levar as pessoas para o stand em grupos de 10 em 10 pessoas para o local onde seriam os autógrafos, para evitar um bloqueio no movimento em volta dos stands vizinhos, o que deu certo por algum momento até as pessoas que não conseguiram senhas começarem a invadir o stand. Ai socorro! Infelizmente não tinha muito o que fazer a respeito dessas pessoas, mas pelo menos tentei garantir que ninguém invadisse a fila, já que quem tinha a senha estava lá desde o começo da feira esperando por isso, né?

photo 4

Fiquei lá até umas 18:30, mas depois tive que ir correndo para o aeroporto, já que o meu voo de volta era a noite. Depois de ficar sem comer quase o dia todo, a mala estragar, esquecer o celular dentro do taxi e ter os pés latejando de tanto andar, aproveitei o momento para sentar em um restaurante do aeroporto e comer uma coisinha gostosa antes de pegar o voo para casa e encarar um pouco mais de uma hora de estrada e chegar em casa recebida pela minha mãe, poder colocar o meu pé em contraste com o mármore gelado e tomar toda a água que o avião tirou do meu corpo!

De forma geral foi uma experiência incrível, apesar de todos os imprevistos no sábado, eu aproveitei casa segundo o máximo que eu podia e pode ter certeza que esses dois dias foram muito memoráveis e que se me chamarem novamente para trabalhar em uma feira dessas, vou sem pensar duas vezes! E podem ficar tranquilos que amanhã postarei aqui o meu book haul da feira, ai vocês verão as coisinhas que eu comprei por lá!

E é isso, essa foi a minha experiência da Bienal do Livro 2014 em São Paulo! E vocês, foram à feira? Irão nesse final de semana? Deixem as suas opinões a respeito da feira nos comentários a baixo e vamos conversar!

assinatura

Circuito Novo Conceito em Belo Horizonte

10611181_1537911699770745_1893783201_n

Hoje eu fui no meu primeiro evento editorial oficial! Que empolgante, não?

Quando a editora Novo Conceito divulgou no mailing deles que teria um Circuito de eventos para falar dos futuros lançamentos deles e vi que teria uma edição em BH, eu fiquei bastante animada pra ir, mesmo com o horário infeliz – 10 as 12hrs em uma quarta é meio tensinho, né? – eu achei que valeria a pena ir para saber um pouco melhor sobre o que estava por vir!

O evento foi na sala de convenções do hotel Dayrell, bem no centrão da cidade, que é uma localização de fácil acesso e uma boa referência para tais eventos. Logo antes de você entrar na sala tinha uma mesinha com muuuuita pipoca e refrigerante, que nós podíamos nos servir a vontade, e a decoração toda do evento no geral te fazia sentir dentro de uma sala de cinema, e com muuuuitos brindes, o que é sempre ótimo!

1738680_712405495498097_1245930700_n 10616971_351447191678351_1619068208_nO evento atrasou mais ou menos meia hora pra começar, mas apesar disso foi super interessante ouvir o pessoal falando com o público – grande parte composto por leitores que (imagino) tenham mais ou menos a minha faixa etária e também contamos com a presença de alguns livreiros de lojas como a Leitura – sobre os lançamentos que estarão na Bienal do Livro de São Paulo semana que vem, além de uma boa lista de lançamentos que estão previstos até o começo de 2015! Depois com certeza eu terei posts de lançamentos falando sobre todos os livros mencionados no evento – lógico que eu fiz meu dever de casa e anotei os nomes pra vocês, né? ❤ – com as sinopses!

IMG_6112Enfim, foi um evento super divertido, bem animado e eu gostei bastante de fazer parte dele! E vocês, alguém também participou desse evento em uma das cidades nas quais ele passou? Vamos conversar nos comentários!

assinatura