Frustrações, frustrações, frustrações.

frustration_by_roy_ba-d5t9t3z

Imagino que todos nós passamos por isso no nosso dia-a-dia, mas conseguimos em boa parte do tempo contornar essa situação com distrações, já que elas nos ajudam a extrair a nossa mente daquele momento que nos faz ficarmos frustrados. Mas como lidar com momentos que tudo que fica martelando em sua mente são as suas frustrações?

In psychology, frustration is a common emotional response to opposition. Related to anger and disappointment, it arises from the perceived resistance to the fulfillment of individual will. The greater the obstruction, and the greater the will, the more the frustration is likely to be.

Esse é o principal motivo no qual eu sumi um pouco da internet no último mês: frustração, frustração, frustração. Quando você vai parar para pensar o que te deixa assim, na verdade só é capaz de piorar a situação e ficar ainda mais frustrada, e misturar isso ainda com uma raiva, chateação ou tristeza que você nem sequer sabia que existia, basicamente.

E sabe o principal motivo disso? Ver seu esforço não apenas na carreira, como em vários outros pontos da vida pessoal, não irem do jeito que você gostaria que fosse. Eu não estou tratando aqui de um imediatismo da minha parte em querer ter sucesso rápido na minha vida ou algo assim, porque eu sei que muitas coisas que nós fazemos demandam de um determinado tempo e de muito esforço da nossa parte, mas quando você faz tudo que está dentro do possível para algo acontecer e isso simplesmente dá uma volta de 180 graus da noite para o dia.

Outra coisa que nos frustra muito é a questão do imediatismo por parte de outras pessoas. Pelo fato de estarmos conectados por boa parte do tempo por causa dos smartphones, as pessoas simplesmente começam a achar que você tem que estar disponível para elas na hora que elas desejam, e isso não importa o dia da semana ou horário. E se você não estiver, elas ficam chateadas com você.

E quem disse que você pode falar algo? Jamé!

São em períodos como esse que eu percebo o quanto que eu era extremamente feliz na época que eu não era obrigada a ter um telefone celular, quando eu de fato não era obrigada a ter que encarar determinadas coisas ou situações por causa da minha atuação atual. As coisas que antes te davam prazer começam a ficar cada vez mais desgostosas, sem contar o estresse físico e emocional que nós já passamos diariamente por causa de eventos externos.

Não somos perfeitos, por mais que gostaríamos muito de ser. Mas as gerações anteriores a nossa querem que nós sejamos. E é assim que começam as respostas para as pesquisas que a medicina faz que comprovam que as pessoas estão cada vez mais estressadas, mas também não é por qualquer besteirinha (como eles dizem) que estamos assim.

“A sociedade atual vem sofrendo com níveis cada vez mais altos de estresse em seus indivíduos, gerando perda de produtividade e transtornos psíquicos que necessitam de um tratamento mais rigoroso, como a síndrome do pânico. É sabido que pessoas que sofrem desse mal tendem a viver menos, pois seu sistema imunológico é bombardeado com altas doses de adrenalina e outros neurotransmissores que desequilibram as energias do organismo, tornando os indivíduos mais vulneráveis a outras enfermidades, inclusive.”

“Nietzsche para estressados” – Allan Percy

Quando eu fiz o meu TCC baseado no estresse ano passado, eu quis levar para a moda um tópico que é extremamente contemporâneo, mas ao mesmo tempo que eu fiquei pesquisando os livros do Bauman para fazer o meu pré-projeto, eu percebi o quanto que alguns dos tópicos que ele mencionou são totalmente recorrentes na minha vida, no meu dia-a-dia no geral, então isso me deixou totalmente nerve wrecking a um ponto de precisar dar um tempo da minha pesquisa e precisar esvaziar todo aquele pensamento negativo que veio com as minhas pesquisas.

E é quando eu começo a ficar doente. Ficar sem dormir por quase meses a fio, constantes dores de cabeça, gripes, gastrite nervosa, intolerância à comida… faça a lista e insira aqui o que você passa quando está passando por situações como essa, porque eu sei que se eu fosse adicionar tudo aqui, ia ficar maior do que esse post todo overall.

Enfim, esse meu post pode estar sem sentido e fora de ordem em alguns tópicos para vocês, mas eu precisava muito de me permitir uma extravasada em ter que me preocupar com ter que revisar um texto um milhão de vezes antes de colocar no ar, poder simplesmente colocar o que eu estou pensando em algum lugar sem ter preocupações.

Espero poder me aliviar de toda essa situação em breve, porque já li vários livros esse ano e quero muito poder conseguir me concentrar e arrumar um tempinho livre para resenhar alguns deles para vocês, sinto muita falta de fazer isso!

I’ll talk to you guys later~

assinatura

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s