Leituras de Agosto 2014

Olá pessoal, tudo bem? Espero que estejam aproveitando o final de semana, seja em casa lendo para fugir da chuva ou na Bienal – para os corajosos!

Como hoje é oficialmente o último dia de Agosto, decidi fazer hoje as minhas leituras do mês – mesmo que eu ainda estou lendo um livro hoje, acho pouco provável de terminar ele em um dia, então ele vai pro post de leituras no mês que vem. Nem todos os livros que eu li esse ainda tem resenha aqui no blog, mas a medida que elas forem escritas eu vou atualizar esse post com os devidos links, ok? Basta clicar nas capas para irem para as devidas resenhas e fiquem à vontade de tirar as duas dúvidas nos comentários abaixo!


O_HERDEIRO_GUERREIRO_1262659848P 9780575097353 A_ESCOLA_DO_BEM_E_DO_MAL_1403822424B Capa_Como_eu_realmente_final_web capa-a-estrela 10514598_773131459376641_7033275247375633824_n A_VOZ_DE_SOFIA_1249683831P-2 bookcover_2.png FacaBoaArte2 1402542350-500x500 Correr-ou-Morrer_LM roube-como-um-artista


Bom, é isso! Essas foram as minhas leituras do mês de Agosto! Doze livros não foi nada mal, né? Levando em conta que esse foi o mês que as minhas aulas da faculdade voltaram e que ainda teve a Bienal, achei excelente!

E você, quantos livros leu esse mês? Leu algum dos livros que eu mencionei aqui? Deixe ai nos comentários e vamos conversar!

assinatura

Advertisements

Soltaram a mineira na Bienal!

lu fernandes bienal do livro

Como uma decisão de total última hora, eu fui para a Bienal do Livro em São Paulo semana passada! Fui convidada pelo pessoal do Grupo Autêntica para conhecer a feira – e eu não poderia estar nada menos do que entremente grata pela oportunidade, de verdade! – na sexta e sábado passado, e eu vou falar pra vocês um pouco da minha experiência na feira.

Foi a primeira vez que eu fui em uma Bienal, então o mínimo que eu imaginei foi que o local do evento é grande e eu fui o mais confortável o possível, porque no mínimo eu andaria bastante e também ficaria muito tempo de pé, e não queremos bolhas nos pés, certo? Além disso eu também vi vídeos de alguns canais literários nacionais em dicas de como sobreviver uma Bienal, de forma que eu também fui com uma mochila – quando eu normalmente ando de bolsa – e sempre deixei uma garrafa de água perto de mim, mas uma coisa que não foi mencionado por muitos que eu diria que vale a pena ressaltar é que a comida é um absurdo de caro, então se você não quer ficar gastando o seu dinheirinho suado para os livros com comida, leve coisas fáceis de comer e que não dependam de uma geladeira – tipo biscoitinhos, salgadinhos, coisas que sejam leves e ao mesmo tempo não fiquem “ruins com o calor”. E não espere que vai ter 3G funcionando o tempo todo lá dentro, muito menos o sinal do celular!

Minhas aventuras na Bienal na verdade começaram na quinta-feira, que foi quando eu peguei o avião para ir pra São Paulo. Arrumei a minha mala de manhã, resolvi tudo que eu tinha que resolver de trabalho e programei umas resenhas para o blog na parte da tarde antes de sair pra ir para o aeroporto no meio da tarde. Acabei chegando uma hora e meia mais cedo do que o esperado, mas aproveitei para fazer um lanche e colocar um pouco de leitura em dia, já que eu estava enrolada com Maze Runner já tinha alguns dias.

photo 3

Cheguei no aeroporto de Congonhas no começo da noite, onde encontrei com o meu pai, fomos deixar a minha mala no hotel e fomos comer em uma padaria perto de lá que AI MEU DEUS, ERA TÃO BOM! D: Tinha muitas opções, o lugar é enorme e tinha muitas opções, sem contar com uma quantidade insana de comida em cada prato que você sai de lá quase rolando – e pior que só de falar de comida, eu já estou ficando com fome *esfomeada* – e o sorvete de frutas vermelhas deles… nhamnham! Depois de toda essa gula alimentícia nós voltamos pro hotel e fomos dormir, já que no dia seguinte íamos pra Bienal bem cedinho.

Acordamos às sete e meia, nos arrumamos, tomamos café e fomos direto para a Bienal. Parte do caminho fomos de metrô e depois pegamos um taxi na Estação Tietê e fomos até o Anhembi de taxi, pra evitar a fila do ônibus gratuito. Logo quando entramos na feira fomos direto para o stand do Grupo Autêntica para conversarmos com o pessoal lá, sem contar que muitos ainda não me conheciam a não ser por troca de e-mails aqui e ali. Depois demos uma passeada na feira, testamos alguns e-readers – mais específicamente o Kindle Paperwhite e o Lev da Saraiva – e quando meu pai foi começar as reuniões dele dentro da feira, eu fui passear nos stands que eu queria ir e comprei os livros que estavam na minha lista – ok, quase todos. Esqueci alguns pra trás mas faz parte!

photo 3-1

Passei nos stands da LeYa, Intrínseca, Novo Conceito, Grupo Editorial Record, Rocco e da Paralela. De forma geral os stands que eu passei estavam bastante organizados, tinha como ter um fluxo de pessoas sem ter bloqueios, os livros estavam bem expostos, mas as promoções não necessariamente estavam tentadoras. Se você for na feira com a intenção de comprar livros absurdamente baratos, o ideal é você ir nos stands das distribuidoras, porque nos stands das editoras o máximo que você conseguia de desconto era 40%. Mas como eu fui em busca de lançamentos e não exatamente por causa dos descontos, isso pra mim não foi um problema.

photo 1-1

Na parte da tarde o stand do Grupo Autêntica fava bem cheio, então eu me senti na necessidade de ajudar o pessoal lá – sim, eu vendi livros para as pessoas! E devo dizer que no mínimo foi uma experiência suuuper legal e que eu terei o maior prazer de repetir se me convidarem para tal. Conversar com pessoas que tem os mesmos interesses que você é sempre uma coisa bacana, mas conhecer autores, editores, designers de capas e tal é também super legal, e eu conversei com pessoas incríveis lá – Felipe Castilho, Jim Anotsu, Bárbara Morais, Dayse Dantas, Augusto Assis… Vocês sabem quem são, seus lindos! – E quando deu nove da noite, meu pai quase que me arrastou do stand porque eu estava com altos papos com a galera lá. XD

photo-1

Agora, quando se tratou do sábado, a treta ficou séria! XD Chegamos na feira as 10hrs e tava lo-ta-do! Tava difícil de andar, mas conseguimos costurar até o stand e damos de cara com mais de duzentas pessoas já na fila para pegar senha para a sessão de autógrafos da Paula Pimenta – sendo que só iríamos distribuir as senhas as 14hrs! – sem contar a fila para o caixa e a fila das pessoas que iriam para a sessão da Barbara Morais e da Dayse Dantas.

Então fiquei por conta de ajudar o pessoal a organizar essas filas, levando o pessoal de 15 em 15 para a área onde entregaríamos as senhas para a Paula Pimenta, depois fiquei ajudando as filas dos caixas – já que aparentemente todas as máquinas de cartão na Bienal decidiram dar problemas na rede, o que atrasou o processo de pagamento para todo mundo. Tentei fugir algumas vezes para comprar água e comida, mas fiquei por conta de castanhas o dia inteiro, já que era o único stand de comida na feira que não tinha duas horas de fila. E não era apenas o Grupo Autêntica que estava lotado, como todos os outros stands! Conversei com algumas pessoas que estavam nas filas que tentaram frustradamente conseguir senhas para as sessões da Cassandra Clare, Kiera Cass, John Green… Simplesmente foi uma loucura geral!

No final da tarde começou a sessão da Paula Pimenta, e eu fiquei responsável por levar as pessoas para o stand em grupos de 10 em 10 pessoas para o local onde seriam os autógrafos, para evitar um bloqueio no movimento em volta dos stands vizinhos, o que deu certo por algum momento até as pessoas que não conseguiram senhas começarem a invadir o stand. Ai socorro! Infelizmente não tinha muito o que fazer a respeito dessas pessoas, mas pelo menos tentei garantir que ninguém invadisse a fila, já que quem tinha a senha estava lá desde o começo da feira esperando por isso, né?

photo 4

Fiquei lá até umas 18:30, mas depois tive que ir correndo para o aeroporto, já que o meu voo de volta era a noite. Depois de ficar sem comer quase o dia todo, a mala estragar, esquecer o celular dentro do taxi e ter os pés latejando de tanto andar, aproveitei o momento para sentar em um restaurante do aeroporto e comer uma coisinha gostosa antes de pegar o voo para casa e encarar um pouco mais de uma hora de estrada e chegar em casa recebida pela minha mãe, poder colocar o meu pé em contraste com o mármore gelado e tomar toda a água que o avião tirou do meu corpo!

De forma geral foi uma experiência incrível, apesar de todos os imprevistos no sábado, eu aproveitei casa segundo o máximo que eu podia e pode ter certeza que esses dois dias foram muito memoráveis e que se me chamarem novamente para trabalhar em uma feira dessas, vou sem pensar duas vezes! E podem ficar tranquilos que amanhã postarei aqui o meu book haul da feira, ai vocês verão as coisinhas que eu comprei por lá!

E é isso, essa foi a minha experiência da Bienal do Livro 2014 em São Paulo! E vocês, foram à feira? Irão nesse final de semana? Deixem as suas opinões a respeito da feira nos comentários a baixo e vamos conversar!

assinatura

A Escolha por Kiera Cass

a-escolhaTítulo: A Escolha
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Data de Publicação: Maio 2014
Páginas: 352


*ATENÇÃO! Se você ainda não leu este livro, não é recomendado ler esta resenha pois ela poderá ter spoilers do final da série!*

E aqui estamos no final de mais uma trilogia! Com alguns eventos que ocorreram ao longo de A Elite, eu tive certeza de que esse último livro iria brincar com os sentimentos de muitos leitores, sem contar que, com certeza, seria um livro cheio de ação, já que encararíamos muitos momentos de conflito dos rebeldes dentro e fora do Palácio.

No final do segundo livro eu realmente tinha a esperança que a America começaria a tomar jeito e ser mais decisiva nas coisas que faz, porque né, estamos no final da Seleção, o Maxon não pode ficar esperando para sempre né? E também depois de algumas mancadas que ela deu, no mínimo tinha de se redimir.

Ao longo de toda a série, a America foi uma personagem que sempre me causou muitas frustrações. Muitas vezes ela não decidia o que queria fazer da vida e ficava entre o Maxon e o Aspen, além de ficar entre agradar o rei e fazer o que ela realmente julgava como certo. E eu devo dizer que nesse livro ela teve muito mais maturidade comparado aos livros anteriores, ainda bem! Mesmo ela ainda fazendo algumas coisas que eu não consigo julgar como certas nem por decreto, ela melhorou muito!

Então com isso da America fora do caminho, eu foquei muito em tentar descobrir mais sobre os rebeldes que atacavam o palácio. Quem eles eram, quais os objetivos e tudo mais… E eu acho que a Kiera Cass poderia explorar muito mais nesse departamento. Eu sei que o foco de toda a série é nas personagens, mas ela criou um mundo que tem tanto potencial de trabalho e o explorou tão pouco que deu até pena, e eu espero com toda sinceridade que isso seja melhor explorado nos dois próximos livros que estão por vir.

Muitas coisas nesse livro ocorreram sem qualquer explicação e me deu a sensação de que tudo foi meio pelo ar, como por exemplo a morte do pai da America. Tá que foi um evento triste, mas aleatoriamente movimentou toda uma comunidade e depois a America lê uma carta e descobre que ele era líder dos rebeldes? Como assim?! A mesma coisa foi com a última revolução do livro, que não só matou a Celeste como também os reis e quase matou o Aspen e o Maxon. Tudo aconteceu rápido demais e sem muito sentido pra mim, sei lá.

Mesmo com todas as falhas, eu não posso negar que foi uma leitura divertida independente de tudo. Eu provavelmente continuarei a ler os outros livros dessa série já que eu investi tanto tempo nelas já, mas eu realmente tenho esperanças de que eles poderão ser melhores e mais intrigantes do que esses três primeiros foram.

Avaliação: 4/5 estrelas.

E vocês, o que acharam desse livro? Já leram? Tem interesse em ler? Deixe as suas opiniões nos comentários e vamos conversar!

assinatura

Livros de A a Z

Já que eu tenho escrito muitas resenhas ultimamente, decidi dar uma variada e traduzir a tag “A to Z bookish survey”que foi criada pela Jamie do Perpetual Page Turner e responder ela aqui! Fiquem à vontade para fazer essa tag também e deixar os créditos para mim e para ela, sem contar em deixar a sua resposta aqui nos comentários para que eu possa ler!

E vale ressaltar que eu tô traduzindo direto do inglês levando em conta a pergunta original, por isso algumas as perguntas no alfabeto dessa tag podem não fazer sentido em português, mas eu não queria alterar demais a tag então preferi mantê-la dessa forma mesmo.


A Autor Que Você Leu Mais Livros:

Sem qualquer sombra de dúvida que é a Cassandra Clare. Se você contar as suas duas séries publicadas já são nove livros, mais os dez contos das Crônicas de Bane, o Códex dos Caçadores de Sombras, os dois primeiros mangás das Peças Infernais e eu li tanto Princesa Mecânica quando Cidade do Fogo Celestial tanto em Português quanto em Inglês, entãaaaaaoo…: 24!

B – Melhor Continuação (Segundo Livro De Uma Série/Trilogia):

Tem três livros que eu tenho que colocar nessa categoria, não consigo escolher um só! O primeiro é Prodigy da Marie Lu, que é parte de uma das minhas trilogias distópicas favoritas – se não for a favorita mesmo -; Em Chamas da Suzanne Collins, que eu acho que nem preciso explicar os meus motivos, todo mundo que leu essa série deve entender todos os feels envolvendo este livro; e o Príncipe Mecânico da Cassandra Clare, simplesmente porque esse livro foi uma montanha russa de emoções e eu amo demais esse livro pra não deixar de mencioná-lo aqui.

C – Lendo Atualmente:

Eu atualmente sou uma pessoa de múltiplas leituras ao mesmo tempo. Eu sei, eu sei, não é a coisa mais certa que tem de se fazer, mas as vezes eu prefiro deixar um livro de lado por um tempo para eu absorver a história melhor do que me forçar a ler ele em uma sentada só. Dentro da minha lista tenho: Attachments da Rainbow Rowell, Words of Radiance e Steelheart do Brandon Sanderson, Ready Player One do Earnest Cline, Os Videntes da Libba Bray e estou no processo de terminar a minha cópia em inglês da Divina Comédia de Dante.

D – Bebida Escolhida Durante a Leitura:

Normalmente eu tomo água, já que eu sou uma pessoa que sempre está com sede. Mas se eu as vezes estou na faculdade lendo enquanto espero uma aula começar ou minhas colegas chegarem, eu tomo refrigerante ou chá gelado também. Não gosto de tomar bebidas quentes enquanto leio porque eu sou uma pessoa extremamente estabanada.

E – E-reader (Kindle, Kobo, Lev…) ou Livro Físico?

Sem sombra de dúvidas eu sou uma pessoa que sempre será a favor dos livros físicos, não apenas por ser uma pessoa que gosta da sensação tátil do papel mas mãos – sem contar o cheiro dos livros, amo! -, mas também por ser uma pessoa que tem um passado com a indústria gráfica e um pouco de conhecimento do mercado editorial. Só que ao mesmo tempo eu amo o meu Kindle Paperwhite, principalmente pela sua praticidade. Eu gosto muito de ler livros em inglês mas eu odeio o tempo de espera que o Book Depository ou a Amazon tem para enviar os livros pra cá, sou impaciente quando se trata de encomendas.

F – Personagem Fictício que Você Provavelmente Namoraria Durante o Ensino Médio:

Enquanto eu pensava em uma resposta para essa pergunta, eu lembrei que eu não li nenhum livro recentemente que se passasse em uma escola a não ser #scandal da Sarah Ockler, mas eu definitivamente não ia querer namorar com nenhum personagem deste livro. Mas se for pegar por contexto de idade durante a série eu provavelmente namoraria o Simon Lewis da série Os Instrumentos Mortais, porque eu adoro aquele nerdzinho, e cara, é o Simon, ele é simplesmente hilário.

G – Feliz Por Ter Dado Uma Chance:

Jogos Vorazes da Suzanne Collins. Já que eu tinha visto o filme antes de ler o livro, eu fiquei um pouco preguiçosa enquanto eu lia o primeiro da trilogia, mas eu fiquei super feliz de ter continuado porque toda a série no geral é excelente.

H – Um Livro Que É Uma Jóia Escondida:

Pra mim seria A Extraordinária Garota Chamada Estrela. Simplesmente um livro que eu recomendo para todos que ainda não recebeu toda a atenção que merece!

I – Um Momento Importante Em Sua Vida Literária:

Eu devo dizer que existem dois momentos que são importantes que me fizeram começar a ter uma vida literária de fato: Começar a ler os livros da Cassandra Clare e conhecer os BookTubers internacionais. Mas outro momento importante pra mim aconteceu na verdade esta semana passada, que foi trabalhar na minha primeira Bienal do Livro em São Paulo – não se preocupe, vou falar da minha experiência em breve!

J – Livro Que Terminou de Ler Recentemente:

Roube Como um Artista do Austin Kleon e Maze Runner: Correr ou Morrer do James Dashner.

K – Tipos de Livros Que Você Não Leria:

Eu antes era muito mais restrita no tipo de livros que eu lia, mas atualmente eu digo que o único gênero que eu realmente não tenho o menor interesse de ler – pelo menos por enquanto – são os livros eróticos. Tirando a série da Irmandade da Adaga Negra, eu não tenho o menor interesse nesse gênero mesmo.

L – O Livro Mais Longo que Você Já Leu:

Com certeza atualmente seria o The Way of Kings do Brandon Sanderson, com as suas gloriosas 1007 páginas.

M – Uma Enorme Ressaca Literária Por Causa De:

A Princesa Mecânica da Cassandra Clare. Tive uma ressaca literária tão grande que eu acho que fiquei quase uma semana sem ler um livro direito.

N – Número de Estantes Que Você Tem:

Técnicamente eu não tenho nenhuma estante de fato, mas sim prateleiras. Eu tenho quatro prateleiras com livros e duas com mangás, além disso também tem livros na minha mesa de costura, que tem dois pavimentos diferentes.

O – Um Livro Que Você Leu Multiplas Vezes:

Eu não sou de reler livros, mas como eu falei antes nesse post, Princesa Mecânica e Cidade do Fogo Celestial da Cassandra Clare são livros eu li tanto em português quanto em inglês, então eu acho que eles são os que se encaixam melhor nesta pergunta.

P – Lugar De Preferência Para Ler:

Eu basicamente leio na minha cama, mas também tenho costume de ler na faculdade enquanto espero minha aula começar, já que as vezes eu fico ociosa.

Q – Citação Que Te Deu Todos os Feels:

“I do not miss childhood, but I miss the way I took pleasure in small things, even as greater things crumbled. I could not control the world I was in, could not walk away from things or people or moments that hurt, but I took joy in the things that made me happy.” 

― Neil Gaiman, O Oceano no Fim do Caminho

R – Arrependimento Literário:

Eu não tenho nenhum arrependimento específico para uma série ou algo assim como as outras pessoas tem, mas eu com certeza fico triste por ter demorado tanto a gostar e apreciar a leitura, tirando aquela idéia de que ler é uma coisa chata. Enquanto eu via várias pessoas com 12, 13 anos lendo vários livros eu era aquela pessoa que achava que livros eram um saco e todos os mimimis envolvidos, e cá estou eu, 10 anos depois, lendo de fato.

S – Uma Série/Trilogia Que Você Tem Que Terminar De Ler (Onde Todos Os Livros Já Foram Lançados):

Atualmente tenho duas, já que eu tenho normalmente o costume de fazer maratona das minhas séries. Uma delas é a trilogia Chaos Walking do Patrick Ness e a outra é Maze Runner do James Dashner. Claro que essas não são as únicas séries que eu tenho que terminar, mas são as únicas que todos os livros já foram lançados.

T – Três Dos Seus Livros Favoritos De Todos Os Tempos:

The Way of Kings e Mistborn: O Império Final do Brandon Sanderson e More Than This do Patrick Ness.

U – Fangirl Sem Vergonha Por:

Brandon Sanderson. Acho que não preciso dizer mais nada, né?

V – Lançamento Que Você Está Mais Empolgado Acima Dos Outros:

Como esse mês tá rolando a Bienal do Livro em São Paulo, a grande parte dos livros que eu estava empolgada foram lançados lá, menos Golias do Scott Westerfeld. Dá pra liberar o livrinho ai Galera Record?!

W – Pior Hábito Literário:

Vish, essa é bem difícil. Acho que o pior mesmo seria tomar líquidos enquanto leio, já tive alguns poucos acidentes envolvendo água nos meus livros, mas nada muito grave.

X  Marque O Ponto: Conte Do Ponto Superior Esquerdo Da Sua Estante o Vigésimo Sétimo Livro:

Convergente da Veronica Roth!

Y – O Último Livro Que Você Comprou:

The Silkworm do Roberth Galbraith – que todo mundo sabe que é a J. K. Rowling, convenhamos.

Z – ZZZ-snatcher book: Um Livro Que Te Fez Ficar Acordado Até Mais Tarde:

O último livro que fez isso comigo com certeza foi o Por que Indiana, João? do Danilo Leonardi. Eu simplesmente devorei esse livro em uma sentada só e eu não consegui parar e terminei de ler ele as quatro da manhã.


Bom, é essa a tag! Espero que tenham gostado e comentem comigo algumas das respostas que vocês dariam para essa tag! O que você achou dela? E se você fizer, novamente não esqueça de postar o link do seu post aqui nos comentários para eu ler!

assinatura

O Guarda por Kiera Cass

1507109_421586674641649_897738598_n

Título: O Guarda
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Data de Publicação: Março 2013
Páginas: 80


O Guarda é contado no ponto de Aspen Leger, um garoto que foi criado como um seis e nunca imaginara que ele viveria no palácio como um membro da guarda real. Essa novella mostra a vida dele dentro das paredes do castelo e a verdade sobre o mundo dos guardas que as pessoas, de forma geral, não tem contato algum.

Algumas pessoas com certeza vão me odiar por conta disso, mas ao longo de todo o tempo que li essa novella eu queria bater no Aspen, e não era pouco. Para aqueles que viram as minhas resenhas anteriores dessa série acho que deu pra entender que eu nunca gostei dele né?

Ver o Aspen reclamando tanto o tempo inteiro pra mim em certos momentos chegou inclusive a ser doloroso, mas não posso negar o fato de que eu gostei de ter um outro ponto de vista em algumas cenas que ocorreram em A Elite, sem contar algumas cenas extras já que elas não são convividas pela a America em nenhum dos outros livros e sim apenas por ele.

Como O Príncipe, eu não acho que O Guarda é uma leitura obrigatória. Se você leu os livros dessa série e gostou eu recomendo – afinal de contas eles estão de graça online, então porque não aproveitar? -, mas se você não gosta do Aspen como eu, nem se dê ao trabalho ao menos se sua curiosidade for muito grande.

Avaliação: 3/5 estrelas.

E vocês, o que acharam desse livro? Já leram? Tem interesse em ler? Deixe as suas opiniões nos comentários e vamos conversar!

assinatura

A Elite por Kiera Cass

a-elite-333x500Título: A Elite
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Data de Publicação: Abril 2013
Páginas: 360


A Elite começa exatamente onde acaba o primeiro livro. Restando apenas seis meninas na Seleção, com a competição cada vez mais acirrada. E quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa: Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.

Enquanto ela está às voltas com o seu futuro, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo, e ai toda a situação de Illéa começa a ficar cada vez mais tensa.

Esse livro com certeza teve mais ação do que a Seleção, mas eu particularmente não gostei tanto dele quanto do primeiro por causa de algumas decisões que a America cometeu ao longo de toda a história. Eu particularmente detesto personagens que são tão indecisos quanto ela, sem contar que eu nunca gostei do Aspen, mesmo. Na verdade nenhum dos personagens principais deste livro eu acho que de fato são personagens que eu gostei em algum momento ou outro, todos foram bem mais ou menos pra mim, mas ainda assim eu me diverti bastante lendo este livro, essa série na verdade é bem guilty pleasure pra mim.

Mesmo não sendo o meu livro favorito da série, ele me deixou com vontade de ler A Escolha por causa do seu final, então se você gostou do primeiro livro eu definitivamente recomendo que você leia A Elite, justamente para ler o último livro, porque vale a pena.

Avaliação: 4/5 estrelas.

E vocês, o que acharam desse livro? Já leram? Tem interesse em ler? Deixe as suas opiniões nos comentários e vamos conversar!

assinatura